Pesquisar

Ministérios

Login

Usuário:

Senha:


Esqueceu a senha?

Internauta, siga-nos!

Faça um postSiga-nos no TwitterSiga-nos no Twitter

Usuarios on-line

4 visitantes online (1 na seção: Artigos)

Usuários: 0
Visitantes: 4

mais...
[b]A importância da Unidade dentro do Ministério do Louvor! [/b]
  Enviado em 26 Dec 2011 por adelman (2649 leituras)
A importância da Unidade dentro do Ministério do Louvor!

Por: Rafael L. Godoy


A mensagem dessa edição tem como objetivo mostrar a devida importância da UNIDADE entre os integrantes do grupo de louvor e como a desunião entre os mesmo prejudica o fluir da adoração, do verdadeiro louvor a Deus, bem como, o crescimento do corpo de Cristo, ou seja, a Igreja.

Primeiramente, vamos fazer uma simples ilustração.
Vamos imaginar que um de nossos pés decidisse ir para a direita e o outro pé decidisse ir para a esquerda.
O que aconteceria? Certamente iríamos cair e nos machucar, não é verdade? Ou seja, o corpo precisa estar em sincronismo.
Da mesma forma, nós como membros do corpo de Cristo, devemos estar unidos, termos o mesmo sentimento uns para com os outros e, sobretudo estarmos em constante obediência a Ele, o cabeça da igreja (Efesios 2:2).

Em I Coríntios 1:10, a Bíblia nos ensina que todos nós devemos falar a mesma coisa, que não deve haver divisões entre nós, mas sim devemos ser inteiramente unidos, nos mesmos objetivos e no mesmo parecer.

Cada integrante do grupo de louvor tem sua função e importância.
Seja o Tecladista, o guitarrista, o baterista, a percussão, as vozes, o dirigente, enfim, todos os participantes desse ministério precisam estar unidos pelo mesmo objetivo: Adorar a Deus e levar a igreja a Adorá-lo.
Por essa razão a UNIDADE é o ponto chave para que o louvor possa fluir sem que haja impedimentos.
Certa vez, em uma palestra sobre verdadeiros adoradores um pastor nos disse que a unção seja de cura, libertação, reconstrução de lares, vem do trono da graça de Deus e cai como uma cachoeira primeiramente no púlpito e depois se estende pela igreja, e se os integrantes do ministério de louvor estiverem em falta por qualquer motivo que seja eles seriam como motivo de empecilho para essa benção chegar ate os que ali estão e necessitam daquela benção renovadora, e não podemos nos esquecer que a bíblia nos diz que aí daqueles que forem pedras de tropeço há um dos meus pequeninos (Mateus 18).

A UNIDADE é boa e agradável (Salmos 133:1).
Porém todos nós sabemos que preserva-la não é coisa fácil e simples, exige muito esforço (Efesios 4:3), humildade (Efesios 2:3), negar o nosso EU, coisas difíceis para nós como humanos cheios de imperfeições, mas para aqueles que buscam em Deus esses quesitos pensando unicamente no Reino de Deus, conseguem por em prática e manter a UNIDADE com seu irmão, pois devemos pensar que sem a UNIDADE o corpo não cresce, fica estagnado, paralisado. (Efesios 4: 15 – 16).

Por tanto a UNIDADE é o ponto chave em um grupo de louvor, pois não adianta tentarmos oferecer um louvor verdadeiro a Deus se em nossos corações há mágoas e ressentimentos contra as pessoas.
Jesus mesmo nos ensina que antes de entregarmos ao Senhor uma oferta de adoração, se tivermos alguma coisa contra um irmão, devemos primeiramente nos reconciliar com esse irmão para que então possamos ofertar o nosso louvor e a nossa adoração. (Mateus 5: 23-24)

Assim percebemos que havendo contendas e rompimentos de relacionamentos entre os integrantes do louvor, não haverá unção e por conseqüência a adoração não fluirá como deveria.
Portanto, devemos nos desviar de contendas (Provérbios 20:3) e liberar perdão ao nosso irmão, para que o nosso louvor possa subir como aroma suave e agradável ao nosso Deus e que o exemplo desta unidade possa servir de atrativo para as pessoas que ali estarão observando a nossa adoração e consequentemente se acheguem a Jesus Cristo através da unção do louvor ali realizado e que finalmente todos exaltem o nome do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Reflexão – Porquanto havendo entre vós ciúmes, invejas e contendas, não é assim que sois carnais e andais segundo o homem? ( I Coríntios. 3:3).



Fonte: Jornal PIB









Colaboração:
Adelman Santos
Marketing Igreja Batista em Redonda
marketing@ibredonda.com.br






Índice :: Imprimir :: Enviar a um Amigo
 
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.