Pesquisar

Ministérios

Login

Usuário:

Senha:


Esqueceu a senha?

Internauta, siga-nos!

Faça um postSiga-nos no TwitterSiga-nos no Twitter

Usuarios on-line

7 visitantes online (1 na seção: Artigos)

Usuários: 0
Visitantes: 7

mais...
Não temer, pois a unção de Deus é quem nos respalda.
  Enviado em 27 Aug 2011 por Erico (879 leituras)


Não temas o pavor repentino, nem a investida dos perversos quando vier.Porque o SENHOR será a tua esperança; guardará os teus pés de serem capturados.
Provérbios 3:25,26

Como seres humanos temos lutas e dores e isso faz parte das nossas vidas , mas Deus às conhece. O Eterno nos concede ânimo , coragem e ousadia para vencermos as adversidades , pois esse é um decreto de benção sobre as nossas vidas . Isso é ratificado em João 16:33 e II Timóteo 1 :7

Quando alguém tem pânico por alguma coisa esta sendo subserviente ou dominado por algo que o aflige e aprisiona . Certa vez um comandante de aviação foi indagado pelo entrevistador : - Qual seria o principal inimigo do comandante diante de uma situação de extremo risco gerado por uma possível pane do avião durante o vôo ? Então o comandante respondeu : “- Durante uma situação adversa o medo é normal , mas se Eu tiver pânico não conseguirei atuar com habilidade e agilidade para estabilizar a aeronave” . Logo após ouvir o depoimento daquele experiente piloto passei a analisar a situação trazendo para a realidade cristã , e naquele momento eu me perguntei , por que temer determinadas situações em nossas vidas ?

Deus em sua soberania nos afirma por meio de sua palavra para não temermos os momentos de adversidade e às investidas e ataques deflagrados contra nós , vejamos a confirmação desta palavra em salmos 46 : 6 a 10 .

As adversidades na vida são essenciais para estarmos treinados como soldados do exército , pois às ameaças e ataques acontecerão a qualquer momento , mas é fundamental estarmos prontos para com Cristo vencer o mal .

Temos que estar constantemente atentos a tudo o que acontece à nossa volta, em nossas vidas, pois “o nosso inimigo, o diabo, anda em derredor, rugindo como leão, buscando a quem possa tragar” I Pe. 5:8, e se não estivermos constantemente atentos em nossa caminhada certamente iremos descuidar em determinado momento e, é nesse momento que o nosso inimigo estará agindo contra nós.

A Palavra de Deus nos afirma que o diabo não tem poder sobre nossa vida se não dermos a oportunidade para ele agir. “Sede sóbrios, vigiai” I Pe. 5:8, tenha o cuidado ativo em sua vida cristã e espiritual para não dar oportunidade ao adversário.

Imagine acordando um dia e achando sua casa bem no meio de um campo de batalha. Com bombas explodindo ao seu redor, os disparos de metralhadoras e os gritos dos feridos, qual seria o seu primeiro pensamento? Levantaria para ir ao serviço? para a escola? Lavaria o carro? A sua primeira reação seria a sobrevivência sua e da sua família, não é?

Mesmo quando não percebemos a guerra ao nosso redor, isso não quer dizer que ela não exista. Em termos bem fortes, Paulo escreve que o mundo é um campo de batalha espiritual (6:12). Nós precisamos nos despertar para ver que a batalha é real .

E quando temos consciência que estamos bem relacionados com Deus é possível haver ataques ? - Sim , pois como soldados , semelhante aos Soldados do Exército temos que ser testados e nisso fazemos prova da ação de Deus em nossas vidas , pois Ele é soberano para permitir fatos e acontecimentos para nos aperfeiçoar . No Salmo 139:16, o salmista diz: "Os teus olhos me viram a substância ainda informe, e no teu livro foram escritos todos os meus dias, cada um deles escrito e determinado, quando nem um deles havia ainda."

Imagina-se que as batalhas se restringem ao mundo espiritual não tem influencia nenhuma no mundo material , mas isso é um engano . Em Jeremias 17:10 diz: "Eu, o SENHOR, esquadrinho o coração, eu provo os pensamentos; e isto para dar a cada um segundo o seu proceder, segundo o fruto das suas ações."

Vejamos um exemplo de acontecimento do mundo espiritual que tiveram influencia direta no mundo material : A Bíblia no capítulo 10 do livro de Daniel revela uma coisa muito interessante sobre a guerra espiritual. Nesse capítulo, o profeta pediu a Deus um esclarecimento especial referente ao futuro de Israel. Um anjo chegou com a resposta após três semanas, ou 21 dias completos.

Quando ele se apresentou, disse a Daniel que Deus tinha ouvido e respondido sua oração no primeiro dia em que ele começou a orar e o enviou para entregar a resposta. Entretanto, o anjo foi impedido de chegar a Daniel porque foi atacado por um demônio muito poderoso, identificado como o Príncipe da Pérsia [Daniel 10:12-13]. O anjo disse então que "ficou ali com os reis da Pérsia". [Daniel 10:13]

Então veio ao seu encontro o arcanjo Miguel, o anjo guardião de Israel. Com a intervenção do Miguel, o anjo pôde finalmente chegar até Daniel. Então, o anjo disse a Daniel, que quando retornasse à esfera celestial, iria participar na luta contra o Príncipe da Pérsia e, mais tarde, contra o príncipe da Grécia. [Daniel 10:20]

A nossa luta não é contra a carne ou sangue , mas contra os principados e dominadores do mal e por isso precisamos ser "fortalecidos no Senhor e na força do seu poder" (Efésios 6:10) e devemos vestir "toda a armadura de Deus" (Efésios 6:11,13).

Revesti-vos da armadura de Deus (Efésios 6:14-20):

O cinto (6:14). A verdade (a palavra de Deus veja João 17:17) precisa ser embrulhada ao centro do nosso ser para segurar todas as coisas. Sem o cinto da verdade, a armadura se desmancha.

A couraça (6:14). O coração é protegido pela justiça de Deus, que é revelada no evangelho (veja Romanos 1:17). O cristão que vive segundo o evangelho está protegendo seu coração do mal.

Os calçados (6:15). Quando convertido pelo evangelho da paz, o inimigo se torna aliado. Quando há mais aliados e menos inimigos, fica mais fácil vencer a batalha. Pregando o evangelho da paz salva vidas da destruição da batalha.

O escudo (6:16). A fé é o escudo do cristão contra "todos os dardos inflamados do Maligno". Tudo pode ser vencido em Cristo (veja Filipenses 4:13), através da fé verdadeira que foi uma vez por todas entregue por ele (veja 4:4; Judas 3).

A espada (6:17). A única arma ofensiva que o cristão precisa é a palavra de Deus (veja Hebreus 4:12; João 12:48; Apocalipse 1:16; 19:15). Para ganhar uma batalha espiritual, temos que falar a palavra espiritual de Deus, e não a palavra carnal dos homens.

Utilizando, com oração, todos esses recursos ouvimos da luta determinada de um bom soldado, somos motivados a continuar batalhando mesmo quando sentimos fracos. Em Mateus 6:31-32 o Senhor nos ensina a chave de tudo isso: "Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? Ou: Com que nos vestiremos? Porque os gentios é que procuram todas estas coisas; pois vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas;". Mesmo no meio à batalha ardente, na confiança do Senhor encontramos paz, amor e graça.

Que essa palavra viva possa fazer morada eu teu coração e que juntos sejamos instrumentos de bênçãos aos homens e mulheres da Terra , afim de que um dia possamos por meio de Jesus Cristo , salvar e libertar os cativos do pecado e levar o melhor dessa Terra aos Céus de Deus , a nossa morada eterna.





Por : Érico Teixeira
Fonte : Coluna Evangélica Palavra Viva - Portal 45 Graus

Índice :: Imprimir :: Enviar a um Amigo
 
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.