Pesquisar

Ministérios

Login

Usuário:

Senha:


Esqueceu a senha?

Internauta, siga-nos!

Faça um postSiga-nos no TwitterSiga-nos no Twitter

Usuarios on-line

3 visitantes online (1 na seção: Artigos)

Usuários: 0
Visitantes: 3

mais...
O Valor da Amizade
  Enviado em 18 Jan 2011 por Erico (802 leituras)


Um amigo sabe o nível das batalhas que nós temos , um amigo sabe o nível dos limites que rompemos , um amigo fica firme e permanece ao nosso lado nos momentos de extrema dificuldade”.



Esse parágrafo acima são trechos de uma música que fala muito ao meu coração e parte de um capítulo do livro Memórias de um General na Segunda Guerra Mundial, o qual leio e releio constantemente .

Durante a longa caminhada existencial temos aprendido a identificar os amigos verdadeiros, os aliados da fronte de batalha e isso têm causado uma seleção das verdadeiras amizades.

No livro memórias de um general na segunda guerra mundial, na grande batalha de Monte Castelo onde o Brasil travou lutas contra as tropas alemãs, onde o exército brasileiro obteve uma de suas mais significativas vitórias. Lutando com forte presença na Itália, os soldados brasileiros lutaram a favor dos ideais democráticos inexistentes em sua terra natal. Nesse trecho observamos algo que motivava as tropas à luta pelos ideais democráticos, algum comum aos amigos aliados.

Como está escrito no melhor livro para lermos, a Bíblia ; Provérbios 27:17 , O amigo aprendem uns com os outros , por isso temos amigos incentivadores , campeões , colaboradores , companheiros , comunicadores , energizadores , instigadores e guias . Criando um senso de fortaleza existencial e motivacional em cada um de nós.
A aliança nas grandes batalhas é essencial à vitória e Deus por meio sua palavra ,nos ensina isso e mostra que a comunhão é um mandamento dEle . Pois o Senhor fala em sua Palavra que devemos amar uns aos outros. E amar aos outros implica em diversas atitudes de nossa parte, tais como, orar pelos irmãos, chorar e se alegrar com eles, suprir algumas de suas necessidades entre muitas outras coisas. “Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros.” (1Jo 4.11). O verso 16, do capítulo 5, do livro de Tiago traz um conselho de Deus que é fundamental para que possamos aprender como ajudar uns aos outros na Batalha Espiritual diária de nossas vidas: “Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para sedes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo.”

Vivemos em Guerra, maior que as grandes guerras na nossa época, é a guerra mundo espiritual e esta é muito mais real do que as pessoas costumam pensar ou acreditar. Vivemos sim, uma luta diária, contra o mal. Isso parece um pouco de exagero, mas por não saberem a extensão desta realidade muitas pessoas são fracas espiritualmente e não se preparam para a guerra. Deus nos capacita e nos ensina de diversas maneiras como resistir ao inimigo. E uma destas formas, estou certo que é ter uma vida de oração com amigos espirituais, os nossos aliados.

Quando o homem está em uma batalha, este precisa de cobertura, mas também tem que dar esta “cobertura”, mediante muita oração. Mas como é isso? Imaginemos que estamos passando por um momento difícil, ou prestes a realizar uma obra confiada a nós pelo Senhor, precisamos de pessoas dispostas a orar conosco e interceder por nós. E amigos espirituais podem fazer isso.

Nossos irmãos em Cristo têm este papel fundamental em nossas vidas. Uns pelos outros somos mais fortes, pois tudo o que é ligado na terra é ligado no céu e vice-versa: “Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes na terra será desligado no céu.” (Mt 18.18).

Já dizia um velho ditado popular, “a união faz a força”. E é assim que devemos caminhar, orando uns pelos outros, cooperando mutuamente, para que tudo aquilo que Deus nos direcionar a fazer seja cumprido da melhor maneira possível.

Reflita sobre isso e tome uma decisão de implementar métodos de oração coletiva em sua vida. Por exemplo, monte um grupo de oração, com pessoas confiáveis e maduras espiritualmente.

Divida uns com os outros seus dramas, dificuldades, medos e coloque tudo o que lhe aflige na pauta de oração. É importante ressaltar que você não precisa se expor por completo, claro que haverá questões que não precisam ser detalhadas, mas exponha pelo ou menos que há um problema e que isso precisa ser resolvido.

Esta é uma dica para você que tem sentido dificuldades na hora de orar e sente a necessidade de ser ajudado e, posteriormente, ser um agente abençoador , busque aliados nessa guerra , e em nome de Jesus Cristo o nosso General , conquiste a Vitória !




Érico Teixeira


Índice :: Imprimir :: Enviar a um Amigo
 
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.